Esta página utiliza cookies. Durante a navegação na nossa página, aceita que utilizemos cookies.

Saiba mais sobre cookies
Fechar
Fechar
Fechar
WTCC 2016 Yvan Muller Paul Ricard

PONTAPÉ DE SAÍDA EM CASA PARA A CITROËN E YVAN MULLER

O Campeonato do Mundo FIA WTCC 2016 arranca no Circuito de Paul Ricard, um dos terrenos de jogo favoritos da Citroën Total. Para a última temporada do seu programa em circuitos, a equipa bi-Campeã do Mundo alinha dois Citroën C-Elysée WTCC para José María López e Yvan Muller. Juntos, o argentino e o francês totalizam seis dos últimos oito títulos da disciplina, querendo continuar com essa tendência nesta temporada!

Tal como em 2014, o Campeonato do Mundo FIA WTCC começa no palco majestoso do Circuito de Paul Ricard. Após quatro meses de pausa, bem aproveitada pelas equipas para aperfeiçoarem o desenvolvimento dos seus carros, chegou a hora da verdade!

Ao conquistar 92% das pole-positions e 81% das vitórias no decorrer das duas últimas temporadas, a equipa Citroën Total assumiu.se com referência e alvo a abater por parte da concorrência. Como o atesta a nova e possante decoração dos Citroën C-Elysée WTCC, este estatuto será defendido com vigor em 2016!

Para tal, haverá que lidar com um regulamento feito para diminuir a vantagem do construtor Campeão do Mundo em título. Assim, os Citroën partirão com mais 80 kg de lastro para as duas primeiras jornadas da época, antes de poder haver um reequilíbrio baseado nos resultados. É preciso, também, adaptar a estratégia às restantes novidades, como a grelha invertida para prova de abertura ou o contra-relógio MAC3 organizado após as qualificações.

Durante o Inverno, os engenheiros e os pilotos trabalharam para validar algumas subtis alterações técnicas. As mais visíveis dizem respeito à aerodinâmica, com uma face dianteira redesenhada. A Citroën Racing beneficia ainda de um conhecimento acrescido da viatura e das suas múltiplas possibildiades de afinação, assim como da competição entre José María López e Yvan Muller para explorar todo o seu potencial. Mais que nunca o espírito de equipa será uma das componentes essenciais do sucesso!

Um estado de espírito que se aplica também aos pilotos das três viaturas inscritas pela equipa Sébastien Loeb Racing. Na sua segunda temporada ao volante do Citroën C-Elysée WTCC, Mehdi Bennani servirá de padrão a seguir por Tom Chilton e Grégoire Demoustier, pilotos que irão disputar o WTCC Trophy, reservado aos privados.

O QUE ELES DISSERAM…

Yves Matton (Team Principal, Citroën Racing): «Com as transferências de vários cabeças de série e a chegada de um novo construtor, esta temporada do FIA WTCC anuncia-se aberta e disputada. É algo importante para nós, mas o nosso principal objetivo continua a ser conquistar o máximo de vitórias e conservar os títulos de Construtores e de Pilotos. Pela nossa parte, mudámos a fisionomia da nossa estrutura, inscrevendo dois Citroën C-Elysée WTCC oficiais e três privados. Ao lado do Pechito e do Yvan, contamos agora com o Mehdi, o Tom e o Grégoire para marcar o máximo de pontos, na MAC3 e no final de cada corrida. Mesmo se é apenas preciso dar uma relativa importância aos treinos livres, não me esqueço de que realizámos os sete melhores tempos em oito sessões de testes em Vallelunga. Tal não aconteceu por acaso e é preciso ver nesse resultado a concretização do aturado trabalho de toda a equipa durante o Inverno. Espero que possamos sair de Paul Ricard com um resultado convicente, ou seja, uma vitória.»

José María López (Citroën C-Elysée WTCC Nº 37): «Estou realmente animado com a ideia de começar uma nova temporada. Este é um dos meus momentos preferidos do ano! Depois do trabalho feito nos últimos meses, os contadores são postos a zero e ficamos impacientes para ver onde nos situamos em relação à concorrência. É preciso esperar pelas qualificações, quando todos irão usar pneus novos em simultâneo, para ter uma verdadeira ideia da hierarquia. É verdade que o lastro de 80 kg será um grande handicap, talvez mais de um segundo por volta em função das pistas. Será difícil, mas estamos preparados para isso. Estou também satisfeito por começar a temporada em França. Para mim, é um pouco como a minha segunda corrida em casa! A equipa tem boas recordações de Paul Ricard, pois ganhamos as quatro corridas disputadas neste circuito. A minha vitória em 2014, depois de uma recuperação desde o último lougar, continua a ser uma das mais belas da minha carreira!»

Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC Nº 68): «Estes quatro meses sem competir que acabaram de passar foram demsaiado longos para mim! Tenho uma enorme vontade de sentar-me ao volante do meu Citroën C-Elysée WTCC num fim-de-semana de corridas. Não conhecemos ainda o nível dos nossos adversários, mas é certo que iremos sofrer um pouco durante as duas primeiras jornadas. Todas as estimativas que possam ser feitas apenas terão por base especulações. A vitória será, talvez, mais difícil de atingir, mas devermos apresentar o nosso melhor trabalho e aí veremos qual será a hierarquia. Tal como toda a equipa, estou entusiasmado com a ideia de regressar ao circuito de Paul Ricard. Nos anos 80, assisti nas bancadas a corridas de F1 e foi aí que fiz a minha primeira corrida de monolugares, em 1988! Depois, acho que já lá corri em todas as configurações possíveis do traçado e com todos os tipos de carros…»

DOSSIER DE IMPRENSA

Clique aqui para consultar e descarregar o nosso Dossier de Imprensa,
com a Apresentação do Campeonato do Mundo FIA WTCC,
do Citroën C-Elysée WTCC, dos pilotos e dos circuitos.

HORÁRIOS

SEXTA-FEIRA, 1 ABRIL 2016
12h30: Treinos privados (30’)

Encontro a partir das 18h30 para a nossa «Pétanque Party», no paddock! Pilotos e Direção da Equipa estarão, também disponíveis para entrevistas.

SÁBADO, 2 ABRIL 2016
08h45: Treinos Livres 1 (30’)
11h45: Treinos livres 2 (30’)
14h00: Qualificações (20’ + 10’ + 1 volta)
15h00: MAC3

DOMINGO, 3 ABRIL 2016
12h15: Corrida de abertura (16 voltas)
17h15: Corrida principal (17 voltas)

Top