[cle1: REDIRECTION_DANS Lang:PT] [cle1: SECONDES Lang:PT]
Fechar
Fechar
Fechar
C3 WRC Monte Carlo 2017

O C3 WRC REGISTA NO TURINI A SUA PRIMEIRA VITÓRIA EM TROÇOS

Correu-se no interior de Nice o último dia do Rali de Monte-Carlo, jornada em que Stéphane Lefebvre esteve em lugar de destaque, tendo o jovem francês dado ao C3 WRC, no Col de Turini, o seu primeiro melhor tempo em troços! Representando a Citroën Total Abu Dhabi, Craig Breen – 5º no final da prova - e Stéphane Lefebvre abriram os seus contadores de pontos para os Campeonatos do Mundo de 2017.

- Corrida sem qualquer assistência externa, a última Etapa da prova começou com um ataque no Col de Turini, com duas passagens nas Especiais de Lucéram/Col St Roch e La Bollène Vésubie/Peira Cava.

- No momento de escolher os seus pneus, os pilotos estavam hesitantes devido as previsões meteorológicas, que anunciavam neve para o final da manhã. No clã Citroën, Stéphane Lefebvre optou por quatro Michelin Pilot Sport S5 (composto macio), bem como dois Pilot Alpin Q4L/R1 sem pregos. Craig Breen escolheu uma mistura de dois Pilot Sport S5 e dois SS5 (goma extra macia), bem como dois Pilot Alpin sem pregos.

- Na ES15, a escolha de Stéphane Lefebvre e Gabin Moreau deu os seus furtos. No assalto ao Col de Turini, a dupla francesa realizou uma excelente prestação, que se traduziu no melhor tempo, significando a primeira vitória em troços do C3 WRC!

- Após a anulação da ES16 (por razões de segurança relacionadas com a má colocação de público), Lefebvre confirmava o seu talento de equilibrista na segunda passagem nesse mesmo troço. Numa altura em que a neve se fixava à estrada, ele ultrapassou as armadilhas ao volante de um C3 WRC ainda dotado de slicks, alcançando o 2º melhor tempo na Power Stage, subindo dois lugares à Geral, terminando o rali em 9º.

- Quartos classificados à saída para o último dia, Craig Breen e Scott Martin não conseguiram dar luta no seu modelo da anterior geração WRC, vendo-se ultrapassados por Dani Sordo, mas esse seu top 5 final não diminiui a prestação daquela que foi uma das grandes surpresas da prova!

- Já a dupla Kris Meeke / Paul Nagle não pôde estar à partida deste último dia, depois de terem sofrido um acidente no final da Etapa anterior, no percurso de ligação entre Gap e o Mónaco, em que o seu Citroën C3 WRC se viu colhido por um outro veículo externo ao rali. Ficando com a roda traseira arrancada, a dupla não pôde continuar o trajeto até ao Pqrque Fechado, vendo-se obrigada a abandonar este Rali de Monte-Carlo verdadeiramente imprevisível.

- No Campeonato do Mundo de 'Pilotos', Craig Breen e Stéphane Lefebvre ocupam os 5º e 7º lugares, respectivamente. Os pontos marcados por Lefebvre permitem à Citroën Total Abu Dhabi WRT ocupar o 4º lugar no ranking dos 'Construtores'.

- O WRC prossegue com o Rali da Suécia, a disputar de 9 a 12 de fevereiro

O QUE ELES DISSERAM…

YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING: «Esperávamos obter um melhor resultado neste rali, especialmente após os testes que pareciam positivos. Depois de um fim de semana que não decorreu como o planeado, os nossos principais motivos de satisfação assentan no Craig, que fez uma prova regular e eficiente, bem como nos tempos do Stéphane nesta última etapa. Isso demonstra que o potencial do C3 WRC é real. Não foi o nosso rali, mas continuamos com um espírito positivo para as próximas provas, já na Suécia.»

CRAIG BREEN: «As condições foram incrivelmente difíceis, acho que é por isso que o Turini também se tornou num troço tão lendário! Perguntaram-me se podia usar pneus de neve na última especial, mas guardei os slicks e isso mostrou-se mais complicada ao longo dos quilómetros. Ainda assim conseguimos chegar ao final e ficar no top 5 desse troço, no que é um grande resultado.»

STÉPHANE LEFEBVRE: «Este rali terminou muito melhor do que começou! É bom para o moral acabar com dois bons tempos, incluindo um melhor tempo no Turini. Tínhamos feito a melhor escolha de pneus e senti-me confiante, em condições que me eram familiares. Ao mesmo tempo, não quis correr riscos porque queria marcar pontos para a equipa.»

CLASSIFICAÇÃO FINAL (sob reserva)

1. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta WRC) 4:00:03.6
2. Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC) +2:15.0
3. Tanak / Jarveoja (Ford Fiesta WRC) +2:57.8
4. Sordo / Martin (Hyundai i20 WRC) +3:35.8
5. Breen / Martin (DS 3 WRC) +3:47.8

9. Lefebvre / Moreau (Citroën C3 WRC) +14:43.8

Top