Esta página utiliza cookies. Durante a navegação na nossa página, aceita que utilizemos cookies.

Saiba mais sobre cookies
Fechar
Fechar
Fechar
DS 3 R5 Guimarães

JOSÉ PEDRO FONTES, MIGUEL RAMALHO E O DS 3 R5 ARRASAM CONCORRÊNCIA EM GUIMARÃES

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS 2015/RALLYE CIDADE DE GUIMARÃES

• Equipa venceu oito das 12 especiais da primeira prova de asfalto do ano
• O DS3 R5 foi o carro mais rápido no rali nortenho e a equipa estreou-se a vencer

Melhor era (praticamente) impossível para o DS 3 Vodafone Team! A dupla José Pedro Fontes/Miguel Ramalho dominou por completo os acontecimentos no Rally Cidade de Guimarães e estreou-se nas vitórias, na segunda prova pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis 2015, que se disputou este fim-de-semana. Confiantes nas capacidades do DS 3 R5 que estrearam há cerca um mês em Fafe, a equipa deu, desta feita, uma inequívoca mostra do seu valor, que se reflectiu na vitória em oito especiais, triunfos que valeram ainda a conquista de 29 pontos adicionais no Campeonato.

Depois da terceira melhor marca na Super Especial levada a cabo no centro da “cidade berço” na noite de Sexta-feira, José Pedro Fontes entrou ao ataque e não só venceu a primeira especial da manhã de hoje, como saltou de imediato para o comando da classificação geral. Logo aqui ficou bem patente que a equipa tinha reunidas todas as condições para chegar ao triunfo: “na fase em que estamos, sem um conhecimento pleno do carro, aquilo que fazemos é tentar andar o melhor possível! Estamos ainda em período de aprendizagem, mas conscientes de que o trabalho que desenvolvemos na preparação deste rali tinha sido positivo. Findos os testes, era para nós certo que tínhamos condições para vir a Guimarães discutir a vitória no rali,” afirmou José Pedro Fontes.

A verdade é que ao longo das 12 especiais ao cronómetro, o DS 3 R5 esteve impecável, e com a dupla a elevar o nível de conhecimento da ‘montada’ e das suas reacções, em cada especial o fosso para os rivais foi-se alargando e no final do dia, a diferença para o segundo classificado cifrou-se em mais de 20 segundos. “Na segunda fase da prova, na tarde de hoje, com a vantagem que tínhamos conseguido, percebemos que, mesmo querendo vencer troços e, assim, somar mais pontos para o Campeonato, podíamos assumir uma postura de expectativa em relação aos nossos rivais, e, desta forma, correr menos riscos. Este foi um resultado excelente! Para nós, vencer o segundo rali que disputámos com o DS 3 é algo de absolutamente notável. Por outro lado, também me agrada a forma consistente como alcançámos os nossos objectivos, que estão, naturalmente, renovados para o rali que temos pela frente já dentro de duas semanas, em Castelo Branco. ”, confidenciou o piloto no final do rali.

Superado, com distinção, este desafio vimaranense, o DS 3 Vodafone Team vai de imediato iniciar a preparação do Rali Cidade de Castelo Branco, prova organizada pela Escuderia albicastrense e que estará na estrada nos dias 24 e 25 de Abril.

CLASSIFICAÇÃO FINAL (oficiosa):

1º DS 3 Vodafone Team – José Pedro Fontes/Miguel Ramalho (DS 3 R5), 1h10m00,0s
2º João Barros/Jorge Henriques (Ford), a 23,7s
3º Ricardo Moura/António Costa (Ford), a 1m17,1
4º Pedro Meireles/Mário Castro (Skoda), a 2m15,1s
5º Carlos Martins/Daniel Amaral (Skoda), a 2m51,8s

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS (APÓS DUAS PROVAS):

1º Ricardo Moura, 44,5 Pontos
2º João Barros 41,5 pontos
3º José Pedro Fontes, 40 pontos
4º Pedro Meireles, 28 pontos
5º Adruzilo Lopes, 24 pontos

Top