Esta página utiliza cookies. Durante a navegação na nossa página, aceita que utilizemos cookies.

Saiba mais sobre cookies
Fechar
Fechar
Fechar
DS 3 Vodafone Team no segundo lugar “naciona

DS 3 Vodafone Team no segundo lugar “nacional” nos Açores

Luta pelo Campeonato Nacional de Ralis está ao rubro

  • Mais do que o resultado e do que representa em termos de “Nacional” de Ralis, esta foi uma etapa de aprendizagem cujo resultado terá efeito na temporada de 2016
  • José Pedro Fontes cumpriu à risca os objectivos traçados e somou importantes pontos na luta pelo campeonato, cujo desenrolar promete animação a rodos.
  • Campeonato Nacional de Ralis prossegue a 26 e 27 de Junho com o Rali Videiro/Centro de Portugal.

Terminou a meio da tarde de hoje, em Ponta Delgada, a 50ª edição do Sata Rally Açores, prova do ERC e quarta etapa pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis. Com 17 classificativas em pisos de terra e duas etapas divididas por três dias de Competição, a prova açoreana, organizada pelo Grupo Desportivo Comercial, voltou a contar com a magia e o espectáculo com os quais sempre brindou os aficionados dos ralis.

Para o DS 3 Vodafone Team, esta ronda insular correu dentro dos objectivos traçados, regressando ao continente com mais 20 pontos na classificação do campeonato, fruto do segundo lugar, ao qual juntou o sexto posto à geral. Seguindo à risca a estratégia previamente delineada, José Pedro Fontes voltou a assumir uma postura cautelosa, com objectivo único de somar pontos no campeonato. Sabendo do nível de exigência de especiais como Graminhais e Tronqueira, José Pedro Fontes cumpriu este último dia sem correr qualquer risco, aproveitando para reforçar o seu conhecimento de um rali que não disputava há já sete anos.

Desta forma, o piloto sublinhava, no final do rali, a sua satisfação por ter completado o rali “sem qualquer tipo de problemas, algo de muito  importante dada a dureza a prova. Recorde-se que, face às condições em que disputámos o Rali de Portugal, esta acabou por ser a segunda prova ‘a valer’ em pisos de terra que fizemos com o DS 3 R5... Acima de tudo, vim reaprender o rali, as notas de andamento, etc. Sabia de antemão que era muito difícil fazer mais nesta ronda, principalmente devido à nossa falta de conhecimento da prova. Somámos mais 20 pontos no Campeonato Nacional de Ralis e agora vamos trabalhar para o próximo rali, dentro de três semanas. A luta pelo Campeonato é o nosso objectivo e é com ele bem presente que vamos disputar o Rali Vidreiro.

O Campeonato Nacional de Ralis prossegue novamente em solo continental, desta feita para disputar o Rali Videiro/Centro de Portugal, que tem como centro nevrálgico a cidade de Marinha Grande e que estará na estrada entre os dias 26 e 27 de Junho.


Classificação Final

1º Craig Breen/Scott Martin (Peugeot), 2h45m59,6s 

2º Kajetan Kajetanowicz/Jaroslaw Baran (Ford), a 1m02,1s

3º Ricardo Moura/António Costa (Ford/1º CNR), a 2m14,3s

4º Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Peugeot), 3m04,9s

5º Robert Consani/Maxine Vilmot (DS 3 R5), 5m54,2s

6º DS 3 Vodafone Team - José Pedro Fontes/Miguel Ramalho (DS 3 R5/2º CNR), a 6m38,8s

 

Campeonato Nacional de Ralis (Após 4 provas):

1º Ricardo Moura, 92 pontos

2º José Pedro Fontes, 87,5

3º João Barros, 62

4º Adruzilo Lopes, 51

5º Carlos Martins, 43

Top