Esta página utiliza cookies. Durante a navegação na nossa página, aceita que utilizemos cookies.

Saiba mais sobre cookies
Fechar
Fechar
Fechar
DS 3 VODAFONE TEAM ASSEGUROU SEGUNDO TRIUNFO DO ANO

DS 3 VODAFONE TEAM ASSEGUROU SEGUNDO TRIUNFO DO ANO E JÁ LIDERA CAMPEONATO

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS 2015 – Rali de Castelo Branco 25 de Abril de 2015

  • José Pedro Fontes venceu seis dos sete troços do rali, venceu a prova e passou a liderar a classificação de pilotos, agora com 68 pontos.
  • A muita chuva que se fez sentir contribuiu para a muita animação que se viveu na luta pela vitória.
  • Campeonato Nacional de Ralis prossegue com o Rali dos Açores a 4 a 6 de Junho.

A dupla José Pedro Fontes/Miguel Ramalho alcançou esta tarde a segunda vitória consecutiva do ano no Campeonato Nacional de Ralis, ao levar a melhor no Rali de Castelo Branco, terceira prova da temporada, disputada em pisos de asfalto e quase sempre sob chuva intensa. A dupla do DS 3 Vodafone Team dominou os acontecimentos em termos de classificação, ainda que a instabilidade climatérica tenha contribuído para “apimentar” a luta pelos lugares cimeiros, com as escolhas de pneus a terem um papel absolutamente crucial no desfecho da prova.

Depois da terceira melhor marca assegurada na Super Especial que abriu as hostilidades na prova da Escuderia de Castelo Branco e que se disputou na noite de Sexta-feira, José Pedro Fontes entrou manhã cedo ao ataque e “saltou” para o primeiro lugar logo no troço de abertura deste segundo dia do rali albicastrense. A vitória nas restantes especiais e a diferença final de mais de 22 segundos para o mais directo rival não revela, porém, as dificuldades causadas pela forte chuva que se fez sentir até ao início da tarde. A diferença para João Barros, era curta e, assim “não houve oportunidade de rodar com margem de segurança. Fazer uma acertada escolha de pneus era crucial e a verdade é que durante a manhã as coisas não me correram bem. Na última especial da 2ª secção do rali, a água na estrada era tanta que – com os pneus já degradados - chegámos a entrar em ‘aquaplaning. À tarde voltámos a não acertar na escolha de pneus, mas conseguimos gerir essa falha e acabámos por vencer a prova!”, esclareceu o piloto.

Visivelmente satisfeito, Fontes acrescentou que “uma vez mais alcançámos os objectivos a que nos tínhamos proposto e isso é o mais importante. O DS 3 R5 está cada vez mais evoluído e a transmitir mais confiança e a nossa performance neste rali representa mais uma amostra clara do bom trabalho que a equipa tem vindo a realizar.”

Com este triunfo, José Pedro Fontes passou a liderar a classificação de pilotos no Campeonato Nacional de Ralis, somando agora 68 pontos, mais seis pontos que o mais directo rival. Paralelamente, o piloto do DS3 Vodafone Team foi também o que mais troços venceu (6), o que resulta na acumulação de três pontos adicionais.

O Campeonato Nacional de Ralis prossegue dentro de pouco mais de um mês em Ponta Delgada, com a disputa do Rali dos Açores, prova de terra pontuável também para o ERC.

CLASSIFICAÇÃO FINAL (oficiosa):

1º DS 3 Vodafone Team – José Pedro Fontes/Miguel Ramalho (DS 3 R5), 1h17m51,4s
2º João Barros/Jorge Henriques (Ford), a 22,3s
3º Carlos Martins/Daniel Amaral (Skoda), a 3m57,0s
4º Ricardo Moura/António Costa (Ford), a 5m21,8s
5º Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira (Subaru), 5m41,3s

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS (APÓS TRÊS PROVAS):

1º José Pedro Fontes, 68 pontos
2º João Barros, 62 pontos
3º Ricardo Moura, 58,5 pontos
4º Adruzilo Lopes, 34 pontos
5º Carlos Martins, 29

 

 



Top