[cle1: REDIRECTION_DANS Lang:PT] [cle1: SECONDES Lang:PT]
Fechar
Fechar
Fechar
Rali do Algarve 2016

CITROËN VODAFONE TEAM FECHA TEMPORADA COM “CHAVE DE OURO”

  • José Pedro Fonte/Inês Ponte venceram o rali algarvio, conquistando a melhor marca em sete das nove especiais do rali.
  • Quinta vitória da época para a dupla Campeã Nacional, depois dos sucessos alcançados em Fafe, Madeira, Marinha Grande e Espinho.
  • Muito público nos troços de asfalto da região de Monchique, num saudoso regresso do Rallye Casinos do Algarve ao barlavento Algarvio

Cumpriu-se este fim-de-semana a oitava e última prova da temporada de 2016 do Campeonato Nacional de Ralis, o Rally Casinos do Algarve. Com nove especiais cronometradas divididas por dois dias de competição, a jornada levada a cabo pelo Clube Automóvel do Algarve levou as equipas até à região de Monchique para um evento em pisos de alcatrão, marcado pela presença de muito público e sempre com condições climatéricas bastante favoráveis.

Cumprindo sem reservas a estratégia que haviam delineado para este derradeiro embate do ano, a dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte levou o Citroën Vodafone Team à vitória, atingindo, assim, este derradeiro objectivo do ano, que passava por assegurar a quinta vitória absoluta da temporada – depois das já alcançadas no Rali Serras de Fafe, Vinho Madeira, Vidreiro/Centro de Portugal e Casino Espinho.

José Pedro Fontes/Inês Ponte venceram nada mais nada menos que sete das nove especiais do rali algarvio, não ganhando apenas a segunda passagem pela especial de Fóia e a novel Super Especial de Lagos, disputada na noite de Sábado. Este triunfo começou a desenhar-se bem cedo, com a dupla do Citroën Vodafone Team a assumir a liderança logo no primeiro troço e cavando neste e nos três seguintes um fosso considerável para os rivais mais directos. Assim, ao cabo do primeiro dia de rali, a equipa já estava no topo da classificação com praticamente 50 segundos de diferença para os segundos classificados.

Na manhã seguinte nada mudou. A estratégia manteve-se, bem como a diferença para os demais... Na dupla passagem pelas especiais de Monchique (9,9 Kms) e Fóia (20,0 Kms) Fontes/Ponte dominaram os acontecimentos, acabando por assegurar os 25 pontos do triunfo à geral e 3,5 pontos adicionais resultantes da vitória em sete especiais. “Foi um rali muito positivo para nós e o carro esteve absolutamente fantástico. Aliás, é sabido que em asfalto temos no nosso R5 uma ferramenta praticamente imbatível e este fim-de-semana isso ficou, uma vez mais, totalmente provado. Estamos todos de parabéns. Vencer esta prova, depois de, em Espinho, termos garantido o campeonato, apenas vem reforçar a competitividade e o sucesso deste projecto,“ esclareceu José Pedro Fontes. 

O piloto do Citroën Vodafone Team acrescentou ainda que “o balanço final desta época é altamente positivo. E isto aplica-se a todos os envolvidos. Para nós e para a equipa é muito importante e um grande motivo de alegria, mas também para a marca que consegue um feito absolutamente incontornável num período de transição na sua abordagem aos ralis. Agrada-me muito contribuir para o sucesso e para história da Citroën, construtor com um currículo absolutamente notável em termos de automobilismo e muito em particular na disciplina de ralis.”

Classificação Final:

1º José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën), 1h17m37,7s
2º João Barros/Jorge Henriques (Ford), a 1m12s
3º Carlos Vieira/Jorge Carvalho (Citroën), a 1m45,6s
4º Miguel Barbosa/Miguel Ramalho (Skoda), a 3m17,3s
5º Diogo Gago/Hugo Magalhães (Peugeot), 4m53,2s

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS 2016 (após 8 Provas):

CONDUTORES

1º José Pedro Fontes, 180,5 pontos (Campeão Nacional de Ralis 2016)
2º Pedro Meireles, 115 pontos
3º Miguel Barbosa, 94,75 pontos

NAVEGADORES

1º Inês Ponte, 180,5 pontos (Campeã Nacional de Ralis 2016)
2º Mário Castro, 115
3º Miguel Ramalho, 94,75 pontos
(…)

Top