Esta página utiliza cookies. Durante a navegação na nossa página, aceita que utilizemos cookies.

Saiba mais sobre cookies
Fechar
Fechar
Fechar
CITROËN C-ELYSÉE WTCC MARROCOS

CITROËN C-ELYSÉE WTCC DE REGRESSO A MARROCOS

MARRAQUEXE (17-19/04/2015) – APRESENTAÇÃO

  • Mais de um mês após a jornada de abertura na Argentina, o Campeonato do Mundo FIA WTCC prossegue em Marrocos.
  • Utilizando as avenidas da periferia de Marraquexe, o Circuito Moulay El Hassan representa um desafio completo para os pilotos.
  • Separados neste momento por 5 pontos na frente da Classificação Geral, José María López e Sébastien Loeb impuseram-se nesta pista há um ano.
  • Competitivos na Argentina, Yvan Muller e Ma Qing Hua apontarão também a uma vitória, para não deixar escapar os seus colegas de equipa!

Há um ano, foi em Marraquexe que se iniciou a aventura Citroën Racing no FIA WTCC. Logo na primeira jornada, os Citroën C-Elysée WTCC causaram sensação, alcançando uma magnífica tripla: José María López impôs-se, na frente dos seus colegas de equipa Sébastien Loeb e Yvan Muller. Na corrida 2, a metamorfose do homem dos ralis em piloto de circuitos aconteceu, com Loeb a conquistar a sua primeira vitória na disciplina, deixando López a uma distância considerável!

Ironia da história, os resultados da primeira jornada de 2015 foram quase idênticos. Em Termas de Río Hondo (Argentina), a equipa Citroën Total WTCC começou de novo a temporada com uma tripla. Vencedor diante de um público totalmente dedicado à sua causa, Pechito López viu-se acompanhado no pódio por Yvan Muller e Sébastien Loeb. Depois, Sébastien Loeb mostrou-se particularmente inspirado no pelotão da segunda manga e impôs-se diante do ídolo local!

«Esta foi uma vitória que irei recordar por muito tempo e que demonstra que o trabalho efectuado ao longo destes dois anos começa a dar frutos», reconheceu Seb. «Oitavo na grelha de partida invertida, encontrei-me na frente após ter feito algumas boas opções durante as primeiras voltas. A corrida foi muito difícil, pois fazia muito calor dentro do carro. O Pechito não estava longe, lá atrás, e era por isso preciso que eu continuasse ao ataque para me colocar ao abrigo da sua aproximação.»

Na classificação do Campeonato do Mundo de Pilotos, José María López e Sébastien Loeb estão atrás um do outro, com 48 pontos para o argentino e 43 para o francês. Quarto classificado, Yvan Muller tem 20 pontos de atraso para o líder, devido a um resultado nulo na corrida 2. Em Marraquexe, o quádruplo Campeão do Mundo terá ainda que contar com uma penalização de cinco lugares na grelha de partida para a corrida 1.

Qualificado na Q3 e em posição de conquistar a corrida 2 antes de entrar em derrapagem sobre uma mancha de óleo não assinalada, Ma Qing Hua teve também um início de temporada ao mais alto nível. Sexto no Campeonato do Mundo com 16 pontos, o piloto chinês só tem uma ambição, reencontrar o caminho do pódio, se possível no seu lugar mais alto!

UM DESAFIO TOTAL

Para medir as dificuldades do Circuito Moulay El Hassan, basta olhar para o seu traçado, essencialmente composto por longas rectas, entrecortadas por chicanes. A alguns quilómetros da Medina, a Avenida Mohammed VI e a Estrada de Ourika são temporariamente utilizadas para formar os 4,545 km do traçado. A aderência vai mudando ao longo do fim-de-semana, ao sabor da borracha que se vai depositando nas trajectórias. Na Sexta-Feira, nos primeiros Treinos Livres, os concorrentes deverão encontrar um revestimento particularmente escorregadio.

Sinónimos de longas rectas, as travagens em apoio constituem a grande dificuldade do traçado. Os pilotos devem ter boas referências para optimizar cada travagem, sem serem surpreendidos por quem vem atrás. Não travar demasiado cedo, nem demasiado tarde, pois a pista não tem nenhuma verdadeira escapatória. O menor erro paga-se caro, com um contacto nos muros de protecção e grandes danos para reparar!

«Como acontece muitas vezes, as qualificações vão ter um papel essencial no desenvolvimento do fim-de-semana. A pole position deverá decidir-se por poucos centésimos», resume José María López. «Como os nossos carros são idênticos, em condições normais são muito difíceis as ultrapassagens entre colegas de equipa. Mais que em qualquer outro circuito, aqui um bom lugar na grelha assegurará uma boa parte do resultado na corrida 1. Para a segunda manga, com a grelha invertida, será tempo de improvisar!»

BENNANI NA PELE DE HERÓI

A verdadeira certeza quanto a esta segunda etapa do Mundial ver-se-á na força dos aplausos ao vencedor. Ao volante do seu Citroën C-Elysée WTCC preparado pela Sébastien Loeb Racing, Mehdi Bennani será o favorito do público. Convincente na Argentina, com um 5º lugar na corrida 2, o piloto marroquino visará muito mais alto em sua casa! Um pódio, quiçá uma vitória, estão entre os objectivos do piloto de Casablanca.

A jornada começará amanhã, Sexta-Feira, pelas 12h00, com uma primeira sessão de Treinos Livres. A manhã de Sábado será muito ocupada, com duas novas sessões às 08h15 e 10h15, depois as Qualificações a partir das 12h30. No Domingo, as duas corridas terão lugar ao final do dia, às 16h15 e 17h30. O fuso horário de Marrocos é o mesmo de Portugal Continental.

Top