Esta página utiliza cookies. Durante a navegação na nossa página, aceita que utilizemos cookies.

Saiba mais sobre cookies
Fechar
Fechar
Fechar
Estudo - Portugal.jpg

ESTUDO EXCLUSIVO: A CITROËN ANALISA AS DIVERSAS FACETAS DA VIDA A BORDO DO AUTOMÓVEL

No dia em que o Salão Automóvel de Paris abre as suas portas, a Citroën revela os resultados de um inquérito realizado em colaboração com o Instituto CSA Research, sob o título de «AS NOSSAS VIDAS A BORDO DOS NOSSOS CARROS».

Este estudo de âmbito europeu, mas com detalhes de cada um dos 7 países avaliados, incluindo Portugal, revela dados insólitos e surpreendentes acerca da vida dos automobilistas a bordo dos seus veículos.

Sabia que, ao longo das suas vidas, os portugueses passam nada menos do que 3 anos e 11 meses no interior de uma viatura?

  • Já as três coisas que os lusos mais fazem num carro são:
    • cumprimentar alguém (quase 7 000 registos),
    • agradecer a amabilidade de outro condutor (mais de 5 500)
    • e cantar, com 5 491 registos;
  • Mas também são centenas ou milhares as situações que envolvem comidas ou bebidas, por vezes entornadas nos tapetes.
  • Os nossos automóveis foram, também, palco por excelência para beijos e trocas de afetos (mais de 3 600 vezes) e até para se fazer amor (numa média de 5,2 vezes ao longo das vidas dos portugueses inquiridos)

Confira os detalhes deste estudo de âmbito europeu e também as especificidades e preferências dos portugueses a bordo dos seus automóveis.

Porquê este estudo?

Carros... Sempre se falou muito das suas performances, dos motores, da beleza das suas linhas ou das suas inovações tecnológicas, propostas cujo grau de sofisticação está em constante evolução. Mas será que alguma vez nos interessámos realmente acerca do que se passa a bordo de uma viatura? O que fazemos? O que sentimos? Como vivemos? Nem por isso.

Por este motivo, a Citroën, Marca de referência para os consumidores europeus, reconhecida pelos níveis de conforto que oferece aos seus clientes e comprometida, no âmbito do Grupo PSA, com o futuro da condução, quis marcar a diferença nesta matéria. Para o efeito, decidiu realizar um estudo porque, antes de se conceber um automóvel, há que perceber exatamente o que é que as pessoas vivem no seu interior.

Nesse sentido, a Citroën apresenta agora os resultados desse estudo exclusivo, intitulado «AS NOSSAS VIDAS A BORDO DOS NOSSOS CARROS», realizado em conjunto com o instituto CSA Research. Abrangeu 7 países europeus e os inquéritos foram feitos em julho e agosto último, com uma amostragem de aproximadamente 500 pessoas por país, todos maiores de 15 anos, na Alemanha, Espanha, França, Itália, Polónia, Portugal e Reino Unido.

Este estudo engloba tudo o que os europeus vivem e/ou fazem a bordo dos seus carros ao longo das suas vidas, seja como condutores ou como passageiros, sendo ou não proprietários de um automóvel. Quanto tempo passamos num automóvel? Quantas vezes ali tiveram relações sexuais? Quantas vezes se responde à pergunta «Falta muito para chegar?». Com que frequência se tem discussões a bordo? etc,.

Números chave em Portugal:

-           3 anos e 11 meses. Este é o tempo que um português passa a bordo de um automóvel ao longo da sua vida. São 2 anos e 8 meses como condutor e mais 1 ano e 3 meses como passageiro. A média europeia é de 4 anos e 1 mês;

-           Os lusos ali passaram mais de 2 anos e 5 meses na companhia de familiares e amigos e um total superior a 7 meses durante a noite, seja a dormir, a conduzir, a rir, a chorar ou qualquer outra atividade;

-           Ao longo dos seus trajetos, os portugueses que conduzem cumprimentaram, quase diariamente, um total de 6 918 pessoas pelo caminho, sejam eles outros condutores ou transeuntes, e demonstrando a sua elevada educação, agradeceram as amabilidades concedidas pelos outros 6 596 vezes;

-           Os portugueses não cantam só no duche, também o fazem volante, tendo-o feito 5 491 vezes ao longo das suas vidas, sendo esta a terceira situação mais vivida a bordo de um automóvel;

-           O carro acaba por ser uma extensão das casas para muitos portugueses, usando-se a viatura para se pentearem, barbearem ou maquilharem, nada menos do que 352 vezes;

-           O automóvel também é um espaço para relaxar e descontrair, uma espécie de casulo em que os portugueses recarregam baterias 1 362 vezes ao longo das suas vidas;

-           Nesses momentos, ou nos de condução, também se observam coisas surpreendentes a partir do habitáculo dos seus carros, tendo sido registadas 381 situações no âmbito do inquérito;

-           Porque o tempo urge ou simplesmente porque os drive-in e os take-aways facilitam os processos, também comeram no carro em 710 ocasiões, integradas ou não nas 1 671 que envolveram vários tipos de bebidas, se bem que por vezes com resultados desastrosos, quando as mesmas se entornam (69);

-           Mas também é um espaço de emoções, tanto positivas como negativas, pois ali riem às gargalhadas (506 vezes) e também choram (84), por vezes compulsivamente, descarregando algumas das amarguras da vida;

-           Vivem-se e partilham-se muitas coisas com os seus familiares, seja em jogos (35) ou discussões (134), das quais 64 vezes resultaram em locais de reconciliação. Até se respondendo umas 405 vezes com um «Estamos quase a chegar!» à eterna pergunta da pequenada «Falta muito para chegarmos?»;

-           O automóvel é também um local de troca de afetos, nomeadamente de beijos e até para relações sexuais! Ao longo das suas vidas, os portugueses inquiridos reportaram 3 632 situações de trocas de beijos e que ali fizeram amor numa média de 5,2 vezes nas suas vidas. Neste último aspeto há uma grande disparidade geográfica, cabendo à Itália a liderança, com uma média de 8 vezes, e à França e ao Reino Unido os últimos lugares, com entre 2 e 3 vezes. Em média, o conjunto dos europeus beijou-se 1 690 vezes e entregou-se aos caprichos da líbido umas 4 vezes.

Este estudo está na base da campanha institucional «CITROËN INSPIRED BY YOU»: o filme principal desta campanha revela o tempo que os europeus passam no carro e coloca em destaque a importância de nos sentirmos bem a bordo. Um vídeo que foi apresentado esta manhã por Linda Jackson, Diretora Geral da Citroën, no decorrer da Conferência de Imprensa da Marca no Salão Automóvel de Paris.

Top